A auto-hipnose é uma técnica de mentalidade e a sua alta performance na utilização desta técnica, depende exclusivamente da prática continua.

Então, é muito importante você continuar praticando auto-hipnose mesmo após este curso, para que então, você possa desfrutar de uma mentalidade eficaz e preparada para buscar sempre melhor qualidade de vida e novos níveis de habilidade pessoal.

A hipnose é praticada pela a humanidade há milhares de anos. Nas sociedades tribais por exemplo, rituais xamânicos eram feitos para contribuir na indução do transe em pajés, curandeiros, pessoas doentes ou feridas, caçadores e até guerreiros.

Isto era feito com o intuito de invocarem estados psicológicos mais úteis como por exemplo, maior foco, atenção e concentração para uma caçada ou disputa de clãs.

A hipnose vem sendo aperfeiçoada por muitos povos, desde os antigos egípcios e gregos, que tinham vários templos do sono, que eram lugares onde as pessoas iam ser curadas por sugestões hipnóticas.

Podemos encontrar técnicas mentais em praticamente todas as civilizações antigas, como também nos indianos e chineses. A hipnose é uma habilidade naturalmente humana e percebida pelos povos há muito tempo.

Ao longos dos anos, várias escolas de Hipnose surgiram com o intuito de desenvolver melhor esta técnica…

Auto Hipnose - História

No século 19, surgiram 2 grandes escolas na França, que praticamente deram um salto nos estudos sobre a Hipnose, que é a escola de Nancy, que se baseia no uso de sugestões faladas para induzir estados mentais e também a escola de Salpêtrière, baseada no uso de rituais e histerias para promover o transe hipnótico.

Escola de Nancgy Hipnose

Dessas escolas surgiram vários outros nomes importantes pro desenvolvimento dos conceitos sobre a mente humana, da psicologia e da hipnose e entre eles temos o doutor Joseph Breuer e Sigmund Freud.

Após a elaboração dos conceitos da psicanálise promovida também por Freud, surgiram novos métodos no século 20, de Hipnose baseados na cura pela conversa e entre eles destacamos o doutor Milton Erickson, e o doutor Dave Elmam.  

Hoje em dia a hipnose continua sendo desenvolvida constantemente, há cada momento surgem novas técnicas  e estratégias mentais que aumentam o eficácia da aplicação.

Nos anos 70, na universidade da califórnia, surgiu o mais atual segmento das técnicas de mentalidade e mind set, que é a programação neuro linguística, bem difundida pelos seus idealizadores finais Richard Bandler e John Grinder.

Agora que você entendeu um pouco da história da hipnose, você deve estar se perguntando, afinal, o que é a Hipnose ?

Segundo a atual definição pela associação Americana de Psicologia, a hipnose é: – Um estado de consciência que envolve atenção focada e consciência periférica reduzida, caracterizado por uma maior capacidade de respostas à sugestões.

Em outras palavras, em um estado de transe hipnótico, podemos alcançar maior foco e atenção mental, a ponto de conseguirmos influenciar a mente a promover novas ações e pensamentos através de palavras ou sugestões sensoriais induzidas por filmes, imagens ou sons.

A dissociação entre consciente e subconsciente, faz com que a mente passe a funcionar pelo sistema nervoso autônomo, ao invés do sistema nervoso simpático como acontece naturalmente.

É importante dizer que qualquer pessoa pode ser hipnotizada. Algumas pessoas rejeitam instruções do hipnotista por vários motivos, o que dificulta para ela entrar em transe, mas entrar em Hipnose é uma habilidade naturalmente humana.. é como meditar, todos podem.

Há vários mitos de que dizem que apenas pessoas de mente fraca são hipnotizadas. O que na verdade é uma grande mentira!

Apenas pessoas com boa capacidade imaginativa  e de boa concentração podem ser hipnotizadas e isso depende de uma mente forte e preparada e você poderá desenvolver estas habilidades aqui neste curso.

Toda hipnose é uma auto-hipnose. Então é praticamente impossível uma pessoa ser hipnotizada se ela não permitir seu hipnotista te guiar. Dentro de um transe hipnótico a pessoa não chega a perder a consciência, você pode sempre a qualquer momento interromper a seção caso não esteja confortável.

O que não é recomendado, pois se você confia em seu hipnotista é bom deixar que ele finalize a seção hipnótica, dizendo todas as sugestões importantes para o seu tratamento.

Então, com a Hipnose, podemos controlar várias disfunções neurológicas, como as digestivas, as respiratórias, as geniturinárias, as sexuais, as dérmicas e as cardiovasculares.

A diferença fundamental entre a Hipnose e Auto-Hipnose é que na Hipnose você entra em transe com a ajuda de um guia, um Hipnotista e na Auto Hipnose, você aprende a entrar sozinho em transe hipnótico.

Com a tecnologia a nossa disposição, podemos inserir sugestões hipnóticas que nos ajuda a fazer esta prática em qualquer lugar que estivermos sem nos preocupar com o que devemos sugerir a nossa mente.

É o que o aplicativo mental Hipnoser faz por exemplo, que pode ser usado através do seu celular, tablet ou computador e é bastante intuitivo na criação de terapias especiais e na programação da sua mente através da auto-hipnose, para alcançar grandes objetivos e propósitos na vida.

Neste vídeo então, entendemos que a Hipnose é uma arte e uma ciência que veem sendo desenvolvida a centenas e milhares de anos e tem grande estrutura acadêmica para sustentar o desenvolvimento de seus praticantes…

O estudo continuo desta técnica é de grande valor para as pessoas e para a humanidade. Esta técnica tem a capacidade de ajudar as pessoas a resolverem grandes questões negativas sobre o mind set que assolam nossas sociedade como a depressão e ansiedade.

No próximo artigo irei mostrar como funciona uma auto-hipnose, quais são os passos principais de roteiro de auto-transe hipnótico. Então até a próxima aula.

Um abraço!!!